Skip to content

Criadores de gado leiteiro retomam a produção

Fonte: Pedro Torres, Globo Rural

Em MG, mais de 120 milhões de litros de leite foram descartados durante a greve dos caminhoneiros. Para não jogar tudo fora teve criador que transformou leite em queijo e distribuiu para amigos e parentes.

O produtor de leite foi um dos mais prejudicados durante a greve dos caminhoneiros. Isso porque o leite é altamente perecível e, sem o transporte até o laticínio, milhares de litros da bebida foram descartados.

Em Prata, no Triângulo Mineiro, 7 mil litros de leite foram jogados fora na fazenda de José Zacarias Costa. Com 35 anos de experiência, o produtor rural nunca tinha passado por isso. “Tive uma perda de R$ 10.500 e tive que tirar o leite para não ter perda de animais”, explica Costa.

A Organização das Cooperativas Brasileiras estima que mais de 400 milhões de litros de leite foram descartados por produtores de todo país. Só no estado de Minas Gerais, o desperdício chegou a 125 milhões de litros.

Para tentar minimizar o descarte, o produtor Luiz Henrique Marcon transformou 600 litros de leite em muçarela e queijo fresco. O destino? “Vamos distribuir para os amigos, não vamos vender nenhum”, garante.

Mais de 30% da produção de leite do país é mineira. Só na região da cidade do Prata, 750 mil litros deixaram de ser transportados para a cooperativa que conta com aproximadamente 900 produtores associados.

Segundo Salvador Venâncio, gerente industrial da Cooprata, uma força-tarefa foi feita para agilizar a coleta do leite represado nas fazendas. “Por questão de logística, nossos transportadores fazem uma viagem por dia. Mas teve transportador que chegou a fazer quatro viagens”, explica.

Be First to Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *