Skip to content

Produção de carnes e ovos registra reflexos da paralisação

Fonte: G1

Prejuízos foram registrados em toda a cadeia produtiva e pode levar tempo para setores se recuperarem.

Cerca de 20 milhões de ovos por dia saem das granjas de Bastos (SP) para abastecer os centros de distribuição espalhados pelo país. Mas a greve dos caminhoneiros fez com que as caixas se acumulassem nas granjas.

A falta de insumos, como milho, soja e vitaminas que compõem a ração das aves complicou a situação. O avicultor Christian Maki disse que será difícil absorver toda a produção estocada e que parte será perdida.

Em um frigorifico de Lençóis Paulista (SP), a exportação de carne bovina também foi prejudicada. Por dia, mais de 650 animais deixaram de ser abatidos.

(Vídeo: veja a reportagem exibida no programa em 3/6/2018)

video-g1

Em Angatuba (SP), cerca de 170 mil frangos estão nos galpões, precisando ganhar peso e ir para o frigorifico. Vai ser difícil conseguir normalizar a situação em menos de 30 dias. O avicultor Paulo Moraes lamenta que todo o trabalho feito para deixar o frango pronto tenha sido perdido.

Be First to Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *